domingo, 9 de agosto de 2015

As empreiteiras não são culpadas

É elementar em administração de empresas que “o cliente sempre tem razão”. Assim sendo, quando o cliente solicita que as empresas interessadas em executar diversas obras se organizem de tal forma que possam gerar um sobre preço que será utilizado por ela contratante para aplicações diversas, definidas por seus órgãos diretivos, é natural que as interessadas racionalizem o processo de contratação, de tal forma que todas sejam beneficiadas.

Não cabe às contratadas questionarem o destino que a contratante dará ao sobre preço, pois este é dinheiro dela e isso só a ela interessa.

Em muitos casos, os participantes de concorrências se combinam para fraudar o processo, prejudicando a contratante. No caso da Petrobras, a própria contratante estabeleceu as regras que deveriam ser seguidas.

Procurem-se os culpados entre os dirigentes da contratante que definiram as condições pelas quais os serviços deveriam ser contratados. Eles são os únicos culpados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Participe!